Com reforma da Previdência aposentadoria irá demorar mais um pouco

Sindicatos do ABC lançam comitê contra reforma da Previdência, Avenida Paulista será palco das mobilizações marcada para o próximo dia 15

 

Para esclarecer e mobilizar a população contra a retirada de direitos promovida pelo governo Temer, sindicatos e centrais lançaram, na segunda-feira (6) o Comitê Regional do ABC contra a Reforma da Previdência. O evento, realizado no Sindicato dos Químicos, em Santo André, contou com a participação de representantes de todos os sindicatos da região ligados à CUT, como o dos metalúrgicos, e também de entidades filiadas às demais centrais.
Para o deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), é fundamental a contribuição do comitê na divulgação de informações para os trabalhadores. "Temos agora uma comissão especial instalada na Câmara, cujo trabalho está sendo numa velocidade altíssima, e isso atende uma estratégia, que é exatamente impedir que a população brasileira saiba exatamente o conteúdo daquilo que eu chamo de contrarreforma, porque vai na linha de destruir a previdência pública. O comitê serve para organizar, planejar e agir."

 

" Eu chamo de contrarreforma, porque vai na linha de destruir a previdência pública", disse Arlindo Chinaglia

 

O Comitê Regional do ABC contra a Reforma da Previdência vai fazer ação de panfletagem na próxima segunda-feira (13), como preparativo das mobilizações do próximo dia 15, com ato marcado na Avenida Paulista, na região central de São Paulo.
Fonte: RBA

 

 

O quê muda?

A partir da aprovação dessas nova regras, o tempo para aposentadoria irá demorar mais um pouco,  passa a ser concedida para os brasileiros a partir dos 65 anos. Além disso, para adquirir esse direito, o trabalhador terá de ter contribuído por no mínimo 25 anos.

 

Como calcular o valor da nova aposentadoria

O valor da aposentadoria vai corresponder a 51% da média dos salários de contribuição, mais um ponto percentual para cada ano de contribuição até o limite de 100%. O trabalhador com 25 anos de contribuição e 65 de idade irá se aposentar com renda igual a 76% do seu salário de contribuição.
Esse valor, no entanto, pode aumentar. Se o trabalhador ficar na ativa e contribuir por mais 12 meses além dos 65 anos, ele vai receber o equivalente a 77% do seu salário de contribuição e isso sobe sucessivamente até atingir os 100%.

 

R$678 Bilhões

Esse é o valor que o governo quer
deixar de pagar até 2027 com essa reforma

 

 

‘Temer, essa reforma da Previdência não vai passar’, diz Paim

 

O senador Paulo Paim (PT-RS) assegurou a Michel Temer na quinta-feira 9, em discurso no plenário, que a proposta do governo para a reforma da Previdência não vai passar. "Sei que você em sã consciência sabe que essa reforma da Previdência não vai passar, não vai passar", afirmou o senador.  "Quem votar nela está mandando o povo brasileiro para o inferno", discursou. Lembrando que parlamentares da base e da oposição já declararam que "do jeito que está, não dá".

 

 

Rate this item
(0 votes)

+Cidades

Ferraz já Deve Uma Para o Bolsonaro

Ferraz já Deve Uma Para o Bolsonaro

11 Dezembro 2018

Em poucos dias, oficialmente, o presidente eleito vai iniciar seu...

Programa Vida Saudável Barueri cria um modelo de política pública para o esporte

Programa Vida Saudável Barueri cria um modelo de política pública para o esporte

11 Dezembro 2018

A  professora Fabiane Veiga é a coordenadora do Programa Vida...

Câmara de Osasco irá realizar sessões nos bairros

Câmara de Osasco irá realizar sessões nos bairros

05 Maio 2017

A Mesa diretora por intermédio do seu presidente, Elissandro Lindoso,...

O Paulista.com é um portal de informação jornalística da Agencia Expressão X. Nosso compromisso é levar informação e entretenimento da melhor qualidade para toda Grande São Paulo.

Assine nosso Boletim Semanal

Fotos +Populares